Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FIFTY SHADES OF VANESSA PAQUETE

FIFTY SHADES OF VANESSA PAQUETE

PRINCÍPE HARRY E A SUA COLISÃO COM A IMPRENSA: IMPOSSIBILITADO DE SER AMADO & AMAR DEVIDO AO SEU STATUS : MEGHAN MARKLE; CHELSI DAVIS & CRESSIDA BONAS

H1.jpg

 

Diana continua gravada na memória de Harry, Duque de Sussex ( como doravante será conhecido ) como uma jovem de 36 anos que perdeu a vida devido a Imprensa - a idade em que ela morreu tragicamente e a mesma idade de Meghan Markle quando começaram a namorar. Talvez essa sinergia tenha encorajado a sua pressa em casar-se com a jovem atriz, apesar do seu irmão, o duque de Cambridge, sugerir cautela sobre a velocidade do relacionamento deles.

E, no que diz respeito a Harry e Meghan , parece que tudo foi feito a velocidade da luz!

18 meses volvidos do casamento que maravilhou o mundo inteiro, três tournées reais executadas, váriadissimos eventos presenciados , patronatos apadrilhados, uma gravidez entusiasta em que Meghan representou de uma maneira exímia o seu papel e voou até a Oceânia e Marrocos para Visistas Oficiais , o nascimento de Archie , diferendos com a Mornaquia, queixas, confissões, uma Visita Oficial a Africa , um documentário, 18 meses volvidos, e está tudo acabado!

POR AMOR!

EM PROL DA SANIDADE DE AMBOS, QUIÇA?

Na entrevista de noivado dos Sussex dada a BBC em novembro de 2017, embriagado de felicidade, Harry disse ao entrevistador Mishal Husain: "Eu acho que [Diana] teria ido a lua e estaria super entusiasmada por mim". Como muitos homens que se casam com alguém que lembra a mãe deles, Harry disse que acreditava que as duas juntas teriam sido compinchas e as melhores amigas, olhando, de seguida profundamente nos olhos de Meghan e acrescentando: “Ela está connosco. Tenho a certeza de que ela está noutro lugar, aos pulos e ansiosa por ser avó. “

 

H5.jpg

Quase dois anos depois, muita gente questiona-se se Harry considera se sua mãe aprovaria a maneira dramática e inesperada com que os Sussex afirmaram os seus planos de deixar de ser membros da realeza e tentar outros projetos na América do Norte; e, principalmente, da decisão de não contar ao príncipe William as suas intenções muito antes do público as saber. É profundamente triste, tanto para a família real quanto para o público britânico, que isso tenha acontecido, embora a Rainha Isabel II – num sucinto comunicado – já tenha expresso, esta Segunda-Feira, a sua bênção – embora imbuída em tristeza – de o casal iniciar uma nova vida como membros seniores da Realeza em Part-Time, não tendo, todavia, respondido a nenhuma das questões que os Britânicos colocaram.

Sendo assim, Harry e Meghan estão livres para comercializarem a sua marca SUSSEX, viver no Canadá , empreenderem novos projetos e deixarem de viver sob o fundo dos Ingleses, como tão bem sublinhou Isabel II no seu comunicado...

A data que escrevo e posto este texto, Isabel II já oficializou o afastamento permanente do seu neto e Meghan Markle da Realeza e as consequências de tal, quer para a realeza, quer para os duques ! Será desenvolvido num post posterior.

tumblr_pzfjhcvdpx1xu5icyo1_1280.jpg

Harry sempre teve algo em si que atrai pessoas de todas as idades e de todos os gêneros . É um fanfarrão com as crianças, demonstra compaixão pelos menos favorecidos, é simpatético para com os idosos, um orador e influenciador nato. Harry, O belo príncipe sem mãe, com um olhar travesso nos olhos, derreteu o coração de muitas mulheres, enquanto despertava qualquer instinto nutritivo. Não é surpresa que, em 2013, ele tenha sido descrito como o melhor solteiro do mundo pela revista Town and Country.


Harry não teve problemas em encontrar romances fugidios. Mas os romances de longa data eram muito mais problemáticos, em parte devido às demandas da família real e aos holofotes da imprensa. Os dois relacionamentos significativos que ele teve antes de conhecer Meghan também foram com mulheres fortes que conheciam as suas próprias capacidades e não estavam dispostas a abdicar da sua intelectualidade e ingresso no mundo do trabalho. Harry, ao que parece, nunca quis uma mulher que lhe anuísse a tudo e que passasse silenciosamente atrás dele nos compromissos da realeza, como uma boneca de vitrine, exposta aos holofotes, mas sim alguém, que tivesse uma personalidade forte, pareceres, opinasse e que se soubesse defender.

 

972fdc30b3532e41670939659cbb35d3.jpg

O Seu primeiro amor, Chelsy Davy, que ele conheceu quando ainda estavam na escola - ele em Eton, ela em Stowe, nas proximidades - era uma loira inteligente e ambiciosa, com um sorriso largo e generoso. Nada como as namoradas anteriores de Harry, da classe alta, superficiais e banais.

Chelsy cresceu cercada pelo vasto deserto do parque de divertimentos do pai no Zimbábue (duas vezes o tamanho de Surrey) e o jovem casal compartilhou um amor pelo ar livre, especialmente por África, e também pelas escapadelas festivas.

Embora o príncipe Charles tenha dito a Harry para ele concentrar-se no seu exame final de Sandhurst e colocar o relacionamento em segundo plano, Harry escreveu a um amigo que Davy era "o amor de sua vida". Apesar da distância de 10 mil quilômetros, Chelsy costumava ficar com Harry no Palácio de St.James e em 2006 veio se juntar-se a ele no desfile militar quando este se tornou-se o segundo tenente da cavalaria.

Ainda assim, a única coisa que ela não suportava era a atenção esmagadora da imprensa. “Foi avassalador: louco, assustador e desconfortável”, confessou ela a um jornal em 2016. “Achei muito difícil enfrentar a situação. Eu não aguentava. ”O relacionamento de seis anos quase inevitavelmente começou a desmoronar-se em 2010, quando ela se retirou para o seu país natal, Zimbábue, para lidar com a separação dos holofotes e das luzes da ribalta.

 

H2.jpg

A vida animou-se para Harry em 2012, quando a princesa Eugenie o apresentou a Cressida Bonas, uma linda loira e filha da “It girl” dos anos 60 Lady Mary-Gaye Georgiana Lorna Curzon (ela mesma filha de Edward Curzon, o 6º Earl Howe) e Cressida, filha do Empresário Jeffrey Bonas. Os seus pais haviam-se divorciado quando ela tinha apenas cinco anos. Cressida e Harry compartilharam uma educação fraturada e a vivência de uma família disfuncional. O príncipe ficou instantaneamente apaixonado, mas não o suficiente, ao que parece ! Logo após a excursão do jovem casal à ilha de Necker, de Sir Richard Branson, Harry viajou para Las Vegas, onde surgiram fotos nuas dele a jogar bilhar com raparigas que ele convidara para o quarto do hotel.

Em uma entrevista furiosa dada no Afeganistão, onde estava colocado enquanto militar, Harry admitiu que era “um exemplo clássico de se identificar mais com a vida do exército e não ser príncipe o suficiente”, mas também era uma crítica a intrusão da imprensa na sua vida: “Eu estava numa área privada e espera-se que respeitem aa nossa privacidade".

O relacionamento sobreviveu durante dois anos, mas não resistiu quando Harry convenceu Bonas a se juntar a ele no estádio de Wembley, onde foram retratados beijando-se e abraçando-se (algo que vai contra o protocolo real) Em apenas um mês eles separaram-se. Mais uma vez, Harry culpou o colapso da intrusão da Imprensa e Cressida - que estava supostamente "assustada" por toda a cobertura dada ao Duque e Duquesa de Cambridge ( William e Kate )

H6 (1).jpg

Tudo isso ajuda a explicar por que, em outubro de 2016, quando o seu relacionamento com Meghan Markle foi exposto pela primeira vez à atenção global, Harry tenha temido que pudesse perdê-la, como havia perdido Chelsy e Cressida. Ele ficou tão zangado com o que descreveu como "ondas de abuso" que, por insistência, o Palácio de Kensington emitiu uma declaração sem precedentes expressando a sua profunda deceção para com a Imprensa.

Os seus relacionamentos anteriores, fracassados ​​, ajudaram-no a definir o que ele precisava numa esposa: alguém que fosse aprazível, inteligente, autossuficiente, sexy e com uma personalidade forte, com um toque de maternal. “Eu tenho um coração incrivelmente grande”, ele referiu com orgulho, “também dou bons abraços ... há tanta paixão dentro de mim que também posso entregar-me a outras pessoas.” Harry ficou extático ao descobrir que Meghan respondeu tão bem para com as suas emoções. Eles deram-se tão bem no I encontro, no início de julho de 2016, que se encontraram novamente no dia seguinte; logo depois, Harry a convidou-a para ir de férias com ele ao Botsuana, um país onde ele se sente em casa e onde eles acamparam sob as estrelas.

Meghan, que se divorciou de seu primeiro marido, o produtor de cinema Trever Engleson, depois de menos de dois anos, não se parecia em nada com a longa fila de loiras que ele perseguia desde a adolescência. Ela também não se encaixava no protótipo da família real ou de um britânico sequer.

Sem Título1.jpg

Os dois sentiram-se fortemente atraídos, assim como sua mãe, Diana, para com os menos afortunados. Meghan até admirou as boas ações da princesa Diana quando era adolescente e tentou imitá-las fazendo trabalho comunitário enquanto era uma jovem adulta. Talvez a sua menção à mãe dele, enquanto inspiração, no início do relacionamento, não tenha sido uma coincidência e tenha feito com que as coisas se acelerassem bem depressa. O anel de noivado de Meghan incluía diamantes da coleção pessoal de Diana.

Tendo se apaixonado à primeira vista por alguém disposto (como outras não o haviam feito) a enfrentar a vida real, a primeira prioridade de Harry foi protegê-la e fazê-la feliz. Algo que Harry não conseguira fazer por sua mãe.

Então, como Diana teria reagido à sua decisão de se afastar da família real?

A verdade é que parece que Harry está a cumprir um destino que a sua mãe foi incapaz de concluir. Nos seus últimos meses de vida, Diana sonhava em voltar a casar-se , voltar a engravidar, andava em conversas ciciadas com Tony Blair para projetos pessoais de caridade, perseguia o amor como quem persegue uma brecha de ar para respirar, tentou numa relação fracassada com o médico paquistanês Dr. Hasnat Khan , tentou incentiva-lo a mudar-se com ela para o estrangeiro mas a relação fracassou devido a imprensa.Apesar dos tempos difíceis, como resultado da sua profissão, eles encontravam sempre tempo para se verem. No entanto, foi Khan quem acabou com o namoro, já que ele encontrava-se sob grande "pressão" pela Imprensa que perseguia Diana dia e noite.

Embora a princesa morresse com seu parceiro na época, Dodi Fayed, pensava-se que ela ainda estava apaixonada pelo ex. Khan  manteve grande discrição desde o triste acidente que levou à morte da bela Diana. A hipótese de ser feliz  pareceu-lhe mais plausível ao encontrar o milionário Dodi . Diana sonhava com Paris, ou Nova York e regozijava-se com a liberdade , o impacto , a leveza que essas cidades poderiam trazer a sua vida de prisioneira no Palácio de Kensington.

Infelizmente, para Diana, foi tarde demais!

Encurralada pela imprensa, morreu num acidente trágico, com apenas 36 anos de idade, impossibilitada de ser feliz longe das luzes da ribalta. Até a sua própria morte foi fotografada.

Meghan Markle não foi exceção na vida de Harry no que diz respeito a intrusão da Imprensa e ao abuso constante e ofensas raciais. A norte-americana exigiu um “basta” e Harry não desejando que a história se repetisse cumpriu o sonho inalcançável de sua mãe: afastar-se de Inglaterra e da família real Britânica.

Design de Flyers: Vanessa Paquete 2020 ©
Texto & Crítica: Vanessa Paquete 2020 ©
Fontes/ Sources: FOX NEWS, BBC, BBC ONE, TOM BRADLEY © ANGELA LEVIN ©
Fotos Principais: Todos os Direitos de Autor Pertencem aos Respetivos Fotógrafos ©
Getty Images ©
Pinterest ©
Sussex.Royal.com ©

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.