Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FIFTY SHADES OF VANESSA PAQUETE

FIFTY SHADES OF VANESSA PAQUETE

" CSI CYBER " COM DIOGO MORGADO NA SIC: II TEMPORADA ESTREIA ESTA NOITE NO CANAL DE CARNAXIDE (07 JULHO 2016 ÀS 00:30)

Sem Título25.jpg

 

Estreia esta noite na SIC a II temporada da série CSI:CYBER e com sabor lusitano, visto que o ator português Diogo Morgado, surge nesta II temporada como o Agente Miguel Vega.

 

É difícil de quantificar em palavras o quão fascinada fiquei com a sua participação nesta série, não só pelo elenco de luxo que reúne, como pela sua brilhante performance. Facto constatado. Irresoluto. E infinitesimalmente comprovado.

 

O ator português não para de surpreender o público. Depois de participações nas séries "The Messengers" e "Revenge", e do papel principal que assumiu na minissérie "The Bible" e filmes como "Son Of God", "Love Finds You In Valentine", bem como a sua passagem pela hilariante comédia, "Virados do Avesso", a realização de uma curta metragem com Daniela Ruah sob o sol californiano “Excuse” e a gravação de uma longa-metragem em solo português com Rui Unas e Luciana Abreu,  “Malapata”, Diogo estreia-se esta noite na SIC em CSI:CYBER, no papel do agente Vega, mostrando-nos o quão maleável e multifacetado consegue ser.

 

O programa norte-americano da cadeia CBS, criado por Anthony E. Zuiker, Carol Mendelsohn e Ann Donahue, gira em torno da Agente Especial Avery Ryan, encarregada da Divisão de Crimes Cibernéticos do FBI, em Quântico, Virgínia. A segunda temporada estreia esta noite na SIC, tendo sido precisamente nela que Diogo fez a sua estreia.

 

Sem Título202.jpg

Sem Título206.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A série que tem como principais estrelas Ted Danson e Patricia Arquette, recentemente vencedora de um Óscar, conta ainda com nomes como James van der Beek, Shad Moss, Charley Koontz, Hayley Kiyoko, entre outros.

 

A interação do ator com o restante elenco é de se lhe tirar o chapéu. Não existe fuga nem indulto possível a esta afirmação: “ Diogo convence de verdade”!

 

E é exatamente neste ponto que entra toda a veracidade, comoção e singular interpretação de Diogo na sua estreia na série CSI:CYBER: a sua brava simbiose com Patricia Arquette! Não tendo surgido na narrativa como um agente novo que vem integrar a unidade, mas sim já como um velho conhecido de Avery, a tarefa poderia afigurar-se-lhe mais difícil e complexa, visto que tinha de recriar para o ecrã, laços passados já bem vincados e uma química entre parceiros, porém, ao contemplarmos as cenas lá está ela; aquela tal química, aquela habilidade interpessoal e aquela conexão afetiva com Avery (Patricia Arquette).

 

12189943_1197660680249332_169333808013197228_n.jpg

Diogo Morgado ao lado da atriz Patricia Arquette

 

Desde 2013 que Diogo nos tem demonstrado resultados brilhante nas suas interpretações. Por vezes, tal frase parece anular os seus vinte anos de carreira para trás, mas desengane-se quem pensa que ao falar assim afirmo tal; simplesmente, parece-me que a profissão de um ator deve ser eclética e o mais diversificada possível e que – por vezes – a rotina e o representarmos sempre os mesmos papeis no ecrã nos estereotipa e nos coloca um rótulo, acabando por estagnar a nossa progressão, tornando a profissão de ator num ciclo vicioso bastante cansativo que satura a nossa imagem ante o público.

 

Quando os papéis são interpretados com amor e paixão é impossível não sermos reconhecidos e Diogo possui sentimento, emoção e dedicação de sobra para com a sua profissão, bem como respeito: quatro premissas fundamentais para se construir uma carreira de sucesso!

 

19051467_rZUci.jpg

 

 

Já quase a completar 20 anos de carreira o ator passou um pouco por todos os registos que existem a nível nacional; deste teatro, revista, musicais, comédia, cinema, ficção nacional e agora, realização. Diogo é aquilo a que se chama um perpétuo estudioso, uma TOUR DE FORCE, um ator que ousa arriscar e atirar-se no abismo porque sabe, de antemão, que o não está garantido à partida. Mas tudo isto Diogo fá-lo por amor a uma característica que muito aprecia: a proatividade e a determinação. Usa e abusa da emoção quando o SCRIPT assim o exige, mas só quando o SCRIPT assim o solicita porque se existe algo em Diogo que se encontra bem vincando na sua personalidade é a clara diferenciação entre a realidade da sua vida quotidiana onde o equilíbrio, a ponderação e a equação do risco parecem ser uma constante e os papeis que interpreta no ecrã.

 

Diogo aterrou em Hollywood no novo milênio e entrou pela porta da frente com o papel mais significativo de qualquer carreira cinematográfica: o de Jesus Cristo! Poucos atores poderão gabar-se de ter interpretado no grande ecrã a estória mais conhecida e universal de todos os tempos; a do homem que se sacrificou pela humanidade e que para sempre será citado em escrituras, salmos, cânticos, livros, preces e liturgias! Uma responsabilidade de peso para um ator português que já em 2007 dava cartas no baralho ao interpretar o papel de Santiago Medina na telenovela “ Vingança “ ; uma adaptação de um produto sul-americano baseado no romance de Alexandre Dumas, o Conde de Monte Cristo!

 

SANTI10.jpg

 

Porventura, terá sido por essa altura que Diogo realizou-se por completo enquanto ator numa narrativa onde o drama e o romance imperavam par a par com uma mescla de ação internacional e vários confrontos psíco-emocionais; algo extremamente inédito e vanguardista num produto de ficção nacional, o que fez de “ Vingança “ uma das telenovelas mais aclamadas até hoje pelo público português. Mal a finalizou, Diogo rumou a Hollywood para ingressar num curso de realizador. Premonições e bons agouros aparte, “ Vingança “ que – curiosamente – iniciar-se-ia em Marrocos (mesmo local onde foi filmada a série e o filme que lhe traria reconhecimento internacional – A Bíblia), parecia tratar-se de um sinal, era como se existisse naquele trabalho de Diogo um leve desígnio do que passar-se-ia alguns anos mais tarde.

 

Para quem acredita: MAKETUB!

 

Diogo Morgado não aprecia que evoquemos que é um homem sedutor, cuja expressão facial nos conquista com um simples olhar ou um simples vislumbre do seu sorriso. Prefere antes que, ao invés, de o acharmos atraente, o achemos um homem de atitude, de condutas respeitosas e procedimentos firmes, talhado com um caracter humilde e despojado de certas superficialidades.

 

Sem Título210.jpg

 Diogo Morgado ao lado do ator Ted Danson

 

Uma coisa é certa, qualquer que seja o cenário, Diogo jamais conseguirá fugir do próprio charme que exala porque Diogo Morgado é verdadeiramente um homem que possui uma linguagem corporal muito própria e charmosa, bem como manejos que parecem sussurram-nos tacitamente galanteios.

 

Diogo convence pelo seu talento e não só…

 

Quer seja de smoking preto, flute de champanhe na mão e cabelo retro clássico à anos 60 ou a envergar um fato mais informal, de semblante tétrico e olhar conspícuo ou com ar de mauzão, de pistola em punho, jeans, sweatshirt, colete da Interpol e cabelo desalinhado, este nosso ator português possui qualquer coisa de muito sensual e atrativo que poucos homens têm a sorte de possuir.

 

Se nos endossa o esboço de um sorriso não existem palavras suficientemente dengosas capazes de descrever a miríade de sentimentos que despoleta em nós e o agente Miguel Vega  não é exceção à regra.


Esta noite CSI:CYBER a ser exibida pela SIC!

 

PicMonkey Collagepythonrevenge.jpg

 

Design de Flyers & Printscreens: Vanessa Paquete 2016 ©

Texto & Crítica: Vanessa Paquete 2016 ©

Fotos: Diogo Morgado/ CopyRight INST/TWITTER

IMAGES: CBS/CSI:CYBER Copyright

Todos os Direitos Reservados ®

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.